Equipe

Bem, falar da Energy Virtual Racing sem comentar um pouco da LB-LFS não seria justo.
Henrique Ferreira (conhecido como Henri Sanfer) e Fernando Ígor se conheceram em um campeonato demo do simulador Live For Speed que não deu certo no ano de 2009. Dai Fernando mostrou um projeto para montar uma liga do simulador para pilotos que não tinha licença como eles. Henri gostou da ideia e o incentivou e ajudou em tornar o projeto realidade, chamaram conhecidos e pilotos insatisfeitos do falecido campeonato demo. Surgiu então a LB-LFS (Liga Brasileira de Live for Speed). A ideia deu certo, alguns campeonatos tinha o grid com média de 15 a 20 carros, com presença até de pilotos com licença do simulador. O melhor resultado da liga foi amizade que cresceu entre boa parte dos pilotos, mas muito pararam de correr e estava difícil de recrutar novos. Até que alguns pilotos como William Lima e Vinicius Matheus no ano 2010 resolveram comprar a licença do simulador e participar de ligas oficias. Eles mostraram que correr com a licença era muito melhor e foi quando começou o incentivo aos poucos pilotos da LB-LFS de comprar a licença. Infelizmente a LB-LFS acabou no final de 2010 e ficou apenas ótimas lembranças em nossas mentes. Confira algumas lembranças em www.rracers.xpg.com.br

A ENERGY VIRTUAL RACING

Surgiu para manter junto o grupo de pilotos da LB-LFS nas corridas oficiais das ligas GRIDLFS e LFSBR. Para muitos de nós era um novo mundo, e queríamos apenas estar participando daquelas corridas com muito mais regras, mais seriedade e muito mais dificuldade, quando veio nossa grande surpresa. Sem querer querendo a Energy chegou em algumas corridas já como equipe grande, com ótimos pilotos, mostrando experiência e excelentes resultados terminando em 3º lugar no seu campeonato de estreia formada pelos pilotos Fernando Ígor, Ricardo Foka e Jonathan Luiz (emprestado pela Equipe Maximum Racing) na 1ª divisão; e Henri Sanfer, Renato Tavares, Alvaro Baptista, Leandro Heredia e Ricardo Ropcke na 2ª divisão. Logo depois desta bela estreia recrutamos William Lima e Vinicius Matheus que estavam em outra equipe, também nos juntamos com a Equipe Amparo de Angelos Carlos fechando o primeiro ano da Energy com excelentes resultados tornando uma equipe concreta e sendo parabenizada por muitos até os dias de hoje.

A Energy Virtual Racing não é uma equipe procurando pilotos para vencer.
É um grupo de amigos pilotos em busca da vitória.

Energy V. Racing

2010-2015